Em setembro de 2019, milhões de pessoas sairão de seus trabalhos e lares para ir às ruas, lado a lado com jovens em mobilizações pelo clima, para exigir o fim da era dos combustíveis fósseis.

Nossa casa está em chamas – precisamos agir com urgência. Exigimos justiça climática para todos.

↓ Estou prontx ↓

Estou dentro!

Participe da mobilização pelo clima em setembro

Junte-se aos jovens que vão estar nas ruas durante a Mobilização Global pelo Clima, numa semana de ações que vão exigir o fim da era dos combustíveis fósseis e justiça climática para todos.

Atualizaremos você sobre eventos próximos e formas de apoiar as Mobilizações pelo Clima.

 

 

Olá !

Guardamos as suas informações de contato da última vez que você esteve por aqui. Por favor, clique no botão abaixo para continuar.

Não é ? Log out

Vamos manter você atualizadx sobre a Mobilização Global pelo Clima #Climatestrike. Você também quer ficar sabendo de outras campanhas climáticas da 350.org?

Esta ação é organizada pela 350.org para a Mobilização pelo Clima #Climatestrike. Ao se registrar, você concorda com nossos termos de serviço e política de privacidade. Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento. 



Use o mapa abaixo para encontrar e confirmar o evento para um evento perto de você.

Adicione o seu evento de Mobilização pelo Clima ao mapa

Inscreva o seu evento de Mobilização pelo Clima para que possamos adicioná-lo ao mapa e espalhar a notícia.

Comece uma Mobilização pelo Clima

Guias, Dicas + Recursos

Perguntas Frequentes

Ainda tem dúvidas sobre o que está acontecendo? Confira a sessão de Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes

Como organizar uma Mobilização pelo Clima

Pensando em organizar uma Mobilização pelo Clima, mas não sabe por onde começar? Aqui há instruções passo a passo para ajudar você a realizar uma Mobilização pelo Clima bem sucedida.

Guia para Organização

Como se aliar a jovens que se mobilizam pelo clima

Você está participando de uma ação de mobilização climática liderada por jovens? Aqui há algumas dicas de como você pode contribuir sem roubar a atenção dos jovens.

Como se juntar à juventude

Organizando uma Mobilização Estudantil

Você está organizando um evento em sua escola ou universidade? A iniciativa Fridays for Future (Sextas-feiras para o Futuro, em tradução livre) tem dicas para organizar sua escola ou universidade de forma bem sucedida.

Organize uma Mobilização Estudantil

Envolvendo-se como uma organização

Seu grupo ou organização deseja ser parceiro ou parceira? Leia os princípios para as organizações que procuram apoiar a Mobilização pelo Clima liderada por jovens e inscreva-se

Organizações Apoiadoras

Perguntas frequentes

Quando acontecem as Mobilizações Globais pelo Clima?

Um grupo de jovens despertou muita gente em todo o mundo com as poderosas greves escolares pelo clima da iniciativa Fridays for Future. Enquanto lidamos com um colapso climático devastador, rumo a um ponto crítico extremamente perigoso, jovens em todo o mundo convocam milhões de pessoas como nós a romper com o status quo e participar da Mobilização Global pelo Clima no dia 20 de setembro, a poucos dias de uma cúpula climática de emergência da ONU – e novamente no dia 27 de setembro

Juntos, faremos soar o alarme e mostraremos aos políticos que o atual estado das coisas não é mais uma opção. A crise climática não vai esperar, e nós não vamos esperar que um milagre aconteça.

Qual é o plano?

Milhões de estudantes vêm entrando em greve ao deixar as salas de aula todas as sextas-feiras. Agora eles esperam que o mundo inteiro se mobilize com eles. A Mobilização pelo Clima significa pessoas de todo o mundo saindo de seus lares, trabalhos, fazendas e fábricas.

É necessária a participação de todos para rompermos com a situação atual: desde estrelas do esporte, atores e professores até trabalhadores da indústria dos alimentos, psicólogos, entregadores e pessoas de todas as demais profissões. Todos nós podemos participar, não importam as circunstâncias: basta deixarmos de aceitar o status quo.

Pessoas de 150 países já estão se mobilizando para as mobilizações globais pelo clima que acontecerão em setembro. Algumas delas dedicarão seu tempo a protestos contra gasodutos e minas – e contra os bancos que os financiam. Outras apontarão quais são as empresas de petróleo que abastecem essa crise e quem são os políticos que permitem que ela ocorra. Também há pessoas que pretendem conscientizar suas comunidades e pressionar as autoridades em busca de soluções para a crise climática, com foco na justiça e igualdade.

Em um mundo tão desigual, nem todos poderão tirar um dia para se engajar ou participar com a mesma intensidade. Mas todos nós podemos nos posicionar para que ouçam nossas vozes. Descubra como.

Por que participar da #ClimateStrike, a Mobilização Global pelo Clima?

Nossa casa está em chamas. A crise climática é uma emergência, mas não estamos agindo com a devida urgência. Pessoas de todas as partes do mundo correm perigo se permitirmos que as empresas de petróleo, carvão e gás continuem alimentando esse incêndio.

Milhões de pessoas estão sendo afetadas pelo clima cada vez mais quente do nosso planeta. Se não agirmos agora por uma transição justa e imediata, abandonando os combustíveis fósseis rumo a 100% de energia livre, limpa e renovável para todos, a injustiça da crise climática só vai piorar.

Precisamos agir agora para acabar com a queima de combustíveis fósseis e garantir uma revolução energética imediata, com foco em igualdade, reparações e justiça climática.

Mas precisamos trabalhar juntos para conquistarmos o que queremos. Participe das mobilizações pelo clima que começam dia 20 de setembro – três dias antes de uma cúpula climática de emergência da ONU – e seguem até 27 de setembro.

Milhões de pessoas como nós deixarão seus trabalhos, casas, escolas e universidades para declarar estado de emergência climática e mostrar aos políticos o que significa realizar ações baseadas na ciência do clima e em medidas justas.

A crise climática não vai esperar, e nós não vamos esperar que um milagre aconteça.

Que diferença isso vai fazer?

Por si só, as mobilizações pelo clima não solucionam a crise climática. Mas esse momento pode deixar claro que as pessoas não aceitam mais o atual estado das coisas. A urgência da crise climática exige novas abordagens e uma resposta justa, centrada em direitos humanos, igualdade e justiça.

O protesto solitário da jovem Greta Thunberg chamou a atenção do mundo no ano passado e fez soar o alarme do clima para milhões de crianças. Agora é nossa vez de ficar ao lado dos estudantes e mostrar aos líderes mundiais o poder das pessoas que exigem justiça climática. As mobilizações de setembro serão o início de uma imensa onda de ações e de ambições renovadas em todo o mundo.

Quem pode se mobilizar pelo clima?

Todo mundo! Os estudantes em greve querem que o dia 20 de setembro seja a maior mobilização que já organizaram, enquanto sindicatos e adultos em toda parte preparam suas mobilizações pelo clima para os dias 20 e 27 de setembro – até o momento, em mais de 150 países.

Já sabemos que grupos ligados ao meio ambiente, à saúde pública, à justiça social e ao desenvolvimento de suas comunidades também vão participar. Mas nossa grande esperança é mostrar apenas uma coisa: as pessoas que enfrentam a crise contam com o apoio de milhões de seres humanos que temem a emergência climática, mas que, até agora, em sua maioria, estavam à margem do processo.

Levar milhões de pessoas às ruas, no mundo inteiro, exigirá todos os nossos esforços. Portanto, junte-se a nós. Nossa oportunidade de realizar uma ação climática efetiva não durará muito.

O que estamos reivindicando?

A crise climática é uma emergência – e queremos que as pessoas ajam com o devido sentido de urgência. Exigimos justiça climática para todos.

Milhões de pessoas estão sendo afetadas pelo clima cada vez mais quente do nosso planeta. Se não agirmos agora por uma transição justa e gradual, abandonando os combustíveis fósseis rumo a 100% de energia livre, limpa e
renovável para todos, a injustiça da crise climática só vai piorar.

Precisamos agir agora para acabar com a queima de combustíveis fósseis e garantir uma revolução energética imediata, com foco em igualdade, reparações e justiça climática.

E se eu não puder me mobilizar?

Dependendo do país, os direitos dos trabalhadores e as leis trabalhistas variam imensamente. Nem todas as pessoas conseguem trabalhar, entrar em greve ou fazer parte de um sindicato. Em um mundo tão desigual, algumas pessoas não podem abrir mão da renda de um dia de trabalho, e há inclusive quem seria demitido se ousasse participar de uma mobilização.

Também existem profissionais que não podem parar: médicos que trabalham em prontos-socorros, por exemplo, precisam continuar salvando vidas. Mas muitas pessoas podem deixar o trabalho de lado por 24 horas, confiantes de que poderão retornar à sua rotina no dia seguinte.

A mobilização convocada pelos jovens para 20 de setembro dá início a uma semana de ações climáticas, com muitos planos ganhando forma em diferentes partes do mundo, permitindo que os adultos participem, aumentem a pressão e ajam em defesa do nosso clima.

Confira diferentes maneiras de participar das mobilizações pelo clima, mesmo que você tenha que trabalhar nos dias 20 e 27 de setembro

Quem apoia as mobilizações pelo clima?

As mobilizações pelo clima começaram com estudantes que se mobilizaram por meio da plataforma #FridaysForFuture .

A Mobilização Global pelo Clima é uma mobilização levada a cabo por uma ampla coalizão de grupos, ONGs, sindicatos e movimentos sociais de todo o mundo que respondem à convocação dos jovens para o mês de setembro.

Estes são os princípios que guiam nossos esforços coletivos em setembro.

Para que servem as mobilizações pelo clima?

A crise climática é uma emergência – queremos que todos comecem a agir com a devida urgência. Exigimos justiça climática para todos.

Milhões de pessoas estão sendo afetadas pelo clima cada vez mais quente do planeta. Se não agirmos agora por uma transição justa e imediata, abandonando os combustíveis fósseis rumo a 100% de energia livre, limpa e renovável para todos, a injustiça da crise climática só vai piorar.

Precisamos agir agora para acabar com a queima de combustíveis fósseis e garantir uma revolução energética imediata, com foco em igualdade, reparações e justiça climática.

Adultos são bem-vindos?

É claro que sim! Os estudantes em greve convidaram todas as pessoas a saírem em solidariedade aos protestos dos dias 20 e 27 de setembro (duas sextas-feiras). Será um momento global para mostrar aos políticos de todas as partes que o nosso movimento está crescendo e somando forças a cada dia. Não vamos parar até conquistarmos justiça climática para todos. Este é apenas o começo.

Por que duas datas diferentes?

Como já foi demonstrado pelos jovens em greve pelo clima, ações semanais recorrentes têm um poder imenso de mostrar a real gravidade da emergência climática. Essas datas em setembro são apenas o começo de contínuas mobilizações massivas que serão necessárias para pressionar governos de todo o mundo a agir com base na ciência do clima e em medidas justas.

Por inúmeras razões, grupos diversos em diferentes partes do mundo estão se mobilizando para agir nos dias 20 e/ou 27 de setembro – você pode conferir aqui uma lista das principais datas por país (disponível em breve).

No dia 20 de setembro, 72 horas antes de uma cúpula climática de emergência da ONU em Nova York, jovens da rede Fridays For Future pretendem fazer a maior mobilização pelo clima de todos os tempos. Os estudantes convidam a todos a se unirem a eles em duas sextas-feiras – 20 e 27 de setembro – quando estarão reunidos na Mobilização Global , uma greve geral em defesa do clima.

Os parceiros da Mobilização Global pelo Clima encorajam todas as pessoas a se engajarem nas duas datas – e a seguir protestando.

Últimas atualizações

Aquecer? Só a agenda climática

De 19 a 23 de agosto capital baiana recebe a Semana do Clima da América Latina e Caribe para debater a emergência climática e NDCs

Como apoiar os jovens que estão fazendo greves pelo clima

Milhões de crianças e estudantes do mundo inteiro em greve, todas as sextas-feiras: pelo clima, pelo nosso futuro. Como os adultos podem apoiar e responder à convocação feita por esses jovens para o mês de setembro?